Seja benvindo, ao sair, não me esqueça, volte sempre.

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Pescando com fé



30/4/2012
Autor: Élys Vianna

O dia amanhece,
o  mar afaga a areia,
uma garça voa com ternura.

Um barco com a vela enfunada
leva um homem  para pescar...
Alegre, vai cantarolando...

A manhã está calma,
o céu, muito azul...
O pescador, feliz,
 lança a rede no mar.

Com a paz de sua mente
busca um  momento de fé...
Com terna  gratidão
faz uma sentida oração...

Lágrimas turvam os seus olhos,
a emoção da prece o faz chorar...
 Com amor trabalha pela família,
para nada lhes faltar...

 Lentamente, puxa a rede...
Muitos peixes recolheu...
Volta para casa, contente,
com a dádiva que Deus lhe deu.

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Mensagem do Céu à Terra




Aprendamos a suportar e a esperar, servindo sempre, oferecendo ao mundo e à vida, aos amigos e aos adversários, o melhor de nós mesmos e a paciência irradiar-se-á de nosso coração como sendo divina mensagem do céu à Terra, construindo em torno de nós, por nós e conosco, os sagrados alicerces sobre os quais erigirá Jesus, para o mundo, a glorificação do reino de Deus.


Livro:Iluminuras
Pelo espírito: Emmanuel
Mensagem: 183 
Psicografia: Francisco C. Xavier
Organizado por: Cezar Carneiro de Souza
Serviço editorial: Vinha de Luz
Imagem: Pixmac



segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Terra, o nosso planeta


30/11/2006

Autor: Élys Vianna


A Terra, o nosso planeta,
no oceano do Universo vai singrando...
É como uma embarcação,
em um imenso mar, navegando.

É uma nau iluminada,
pela luz do Criador,
apenas de suas mãos,
poderia surgir, tamanho esplendor.

São mares e florestas,
animais em profusão...
A humanidade, seguindo, junto,
na senda da evolução.

A embarcação vai, sempre, em frente,
no caminho da eternidade,
buscando conquistar a experiência,
para solidificar a união, a fraternidade.

Existem, momentos, de calmaria,
outros, de grande aflição,
mas Deus, soberano, no comando,
a tudo, controla, com a máxima perfeição.

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Vivei o Presente


Mestre Kuthumi
( Imagem: by Lúcia Meira )
Preciosos filhos da Luz aquietai-vos. Esquecei o passado e reivindicai as forças da Luz, para afastardes todas as trevas que ainda queiram prevalecer no presente....
Fazer reviver o passado é um hábito infeliz do ser humano.  Por  este meio, ele se une a acontecimentos que já passaram e renova a forma-pensamento que o deprime. Novamente, reavivam-se as cicatrizes que estão guardadas no corpo etérico.
Este hábito deve ser rechaçado, de imediato, por aquele discípulo que almeja a meta mais elevada.
O olhar do discípulo deve estar fixo naquilo que ele executa no presente. A oportunidade apresenta-se, aqui e agora, para trabalhar nas transformações necessárias.
Preocupar-se com o futuro é um mal maior.   Praticai hoje a causa para o futuro. Ela (a causa) efetuar-se-á.  
Analisai a vós mesmos e vivei no presente. O passado já vos deu muitas lições que necessitáveis para colher experiências. Mas estas, já pertencem ao passado.  Se nada aprendestes dessas vivências do pretérito, então, elas voltarão a aparecer em vosso mundo, com aspectos diferentes, até reconhecerdes aquilo que elas vos querem ensinar.
A instrução sobre a vida é adaptada a cada um em particular. Quando o discípulo aprendeu a lição, então ele ascensiona a outra graduação mais elevada. Não existe descanso; o processo de elevação da Vida continua até a perfeição do homem e depois prossegue em um plano superior.
Por enquanto,  o mundo físico é vosso campo de atividades. Haverá grande mudança neste mundo, para fazer sobressair a beleza  a pureza e a perfeição.
Sede, então, exemplos vivos neste processo evolutivo,   Atraí a Luz ao vosso mundo, auxiliando com amor os vossos irmãos de jornada.

Autor Espiritual: Mestre Kuthumi -
Trechos do livro: Contato com a Fraternidade Branca-XVIII.
Página retirada do Site: No Caminho das Estrelas, veja aqui.